Histórico

2013 – VI Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

O VI Fórum aconteceu na cidade de Belo Horizonte. Além de discussões sobre o conceito de Cooperação Internacional Descentralizada (CID), o FONARI elegeu uma nova coordenadoria.  Leonardo Barchini, Secretário Municipal de Relações Internacionais e Federativas de São Paulo, foi eleito coordenador pelo biênio 2014-2015. A cidade do Rio de Janeiro assumiu a vice-coordenadoria.

2011 – V Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

Durante o V Fórum, realizado em Salvador, o Secretário Municipal Adjunto de Relações Internacionais de Belo Horizonte, Rodrigo Perpétuo, assumiu a coordenação do FONARI. No mesmo encontro. Foram realizados painéis sobre Cooperação Internacional. As capacitações objetivaram atrair novos negócios, articular políticas públicas condizentes com as necessidades locais, gerar novos empregos e fomentar o crescimento econômico das cidades. Estiveram presentes representantes de organismos internacionais, esteve presente o ex-ministro das Relações Exteriores e atual Ministro da Defesa, Celso Amorim.

2009 – IV Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

Neste encontro, em Fortaleza, foi formalizada a instituição do FONARI com o intuito de representar os interesses dos municípios brasileiros quanto às suas articulações internacionais. Leonel Leal Neto, Assessor Municipal de Relações Internacionais de Salvador, assumiu a coordenação do FONARI.

2008 – III Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

Reunião em Porto Alegre contou com a participação de representantes de dezenove cidades. Destaque da pauta foi a regulamentação da cooperação internacional federativa no Brasil e a institucionalização de uma entidade que representasse os Secretários Municipais de Relações Internacionais.

2006 – II Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

Em Campinas, reunião com novas representações municipais de Relações Internacionais. Na oportunidade, definiu-se a necessidade de aprofundar as discussões em torno dos temas levantados no primeiro encontro. O diálogo com o Governo Federal no que se refere à articulação internacional de autoridades locais foi estreitado.

2005 – I Fórum de Secretários e Gestores Municipais de Relações Internacionais

Representantes de seis municípios emitiram documento público denominado Carta de Salvador. Nela foram estabelecidos os principais temas a serem enfrentados pelas áreas internacionais, com destaque para a necessidade de criação de um marco legal para a diplomacia federativa no país – ainda sem amparo na legislação vigente.