WRI promove ciclo de reuniões para fomentar transporte não motorizado

Com o objetivo de discutir desafios e oportunidades de elaboração de uma política de incentivo ao uso de transportes não motorizados, o World Resources Institute (WRI) – Cidades Sustentáveis e a United Nations Environment Programme (Unep) promoveram, no dia 26 de outubro, reunião com o tema “análise do diagnóstico e das soluções em políticas de incentivo ao transporte não motorizado”. O encontro, realizado no Rio de Janeiro/RJ, fez parte de um ciclo de reuniões denominado Task Force.

Gestores, representantes da sociedade civil, técnicos e organizações relacionados à sustentabilidade e mobilidade urbana participaram do encontro para sistematizar uma série de recomendações para fomentar o transporte ativo como modal de transporte urbano.

Esse ciclo de reuniões subsidiará a organização de cinco recomendações para as cidades e outras cinco recomendações mais genéricas para o governo federal. O conteúdo formulado deve ser apresentado, após validado por prefeitos, no IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), em uma sala temática voltada para o tema da mobilidade urbana.

Na edição do Rio de Janeiro, participaram representantes da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Instituto Clima e Sociedade, Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP) e a Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP).

EMDS

Realizado pela FNP em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o EMDS já é considerado o maior evento sobre sustentabilidade urbana do país. A 4ª edição será realizada de 24 a 28 de abril, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília/DF, e continuará abordando temas fundamentais para o desenvolvimento sustentável dos municípios brasileiros, como a mobilidade urbana.

O III EMDS abordou a temática em diversas oportunidades. Além de sala temática dedicada ao assunto, também foi realizada a Arena de Diálogos “Mobilidade urbana de qualidade e para todos”. “O que transforma a vida das pessoas, às vezes, são pequenas ações, são infraestruturas baratas que podem ser feitas por técnicos qualificados, como uma calçada de qualidade ou uma estrutura para bicicletas por exemplo”, falou o pesquisador e diretor financeiro da União de Ciclistas do Brasil, Yuriê Baptista César, na ocasião.


Fonte: Frente Nacional de Prefeitos (FNP).

Foto: Mariana Gil/WRI Brasil Cidades Sustentáveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s