Em Canoas, reunião do Conselho da Mercocidades faz defesa da democracia

A 47ª reunião do Conselho da Mercocidades foi encerrada na manhã da última terça-feira, dia 6 de setembro, assumindo e reiterando o seu compromisso de defesa dos mais altos valores democráticos com o aprovação da Nota da Rede Mercocidades sobre a atual situação do Mercosul, questionamento levantado no primeiro dia de encontro da cúpula.

“Em Defesa da Democracia e da Institucionalidade do Mercosul”, documento de consenso entre os participantes da reunião, ressalta o papel desenvolvido pelo Mercocidades em seus 20 anos de existência não apenas no âmbito das relações internacionais, de apoio a projetos de cooperação e desenvolvimento das cidades, mas também no respeito às instituições de Estado de Direito, à soberania e às liberdades individuais e coletivas como pilares de uma convivência democrática e pacífica. A Rede vem se aprofundando, promovendo e propondo caminhos para garantir o bem-estar dos cidadãos das cidades participantes. “Fazemos um chamado à defesa da democracia, ao diálogo, a priorizar uma agenda positiva de trabalho em benefício dos cidadãos e cidadãs da nossa região”, finaliza a nota.

“Esse documento reafirma a nossa crença na democracia. Vivemos um período de desencanto com a política, um momento de ceticismo, e esse desencanto é a ante-sala, a porta de entrada para o fascismo, para os governos totalitários. A solução é radicalizar a democracia, temos de ter mais e mais democracia”, disse o prefeito municipal de Canoas Jairo Jorge, que é o vice-presidente das Relações Institucionais da Rede Mercocidades.

Mais cooperação

O último dia de reunião do Conselho também foi cenário para a assinatura de duas cartas de intenções de cooperação. A primeira foi entre a Mercocidades e o Governo do Estado de Minas Gerais, representado no ato por Fernando Tadeu David, subsecretário de Fóruns Regionais de Minas Gerais. O trabalho do estado, que já desenvolve parcerias com cidades da República Tcheca, França e Colômbia, foi apresentado na reunião. “Estamos trabalhando, a partir da territorialização, as relações internacionais no planejamento estratégico de governo”, disse David.

A segunda carta de intenção de cooperação foi assinada com o Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, representado por Maria Luiza Monteiro Canale, coordenadora do GT Relações Internacionais do Consórcio que desenvolve as políticas regionais dos sete municípios do ABC paulista, representando pelo menos mais de dois milhões de habitantes. Cidades como Santo André, São Bernardo do Campo e Mauá já possuem estruturas governamentais voltadas para as relações internacionais e, para Maria Luiza, “a troca de experiências entre as cidades da Mercocidades e as da região do ABC será de grande valia”. As duas cartas também foram assinadas pelo prefeito Jairo Jorge e por Vicente Trevas, secretário executivo da Rede Mercocidades.

Próximos passos

A 47ª reunião do Conselho da Mercocidades também estabeleceu um posicionamento rumo ao 5º Congresso Mundial da Rede CGLU e à Conferência HABITAT III, que acontecem em Bogotá e em Quito respectivamente. Em ambos os encontros ficou acertado que a Rede será um ponto de referência, de conexão e coordenação dos prefeitos e participantes. “O século XIX foi do Império, o XX do Estado-Nação. O século XXI será das cidades, da diplomacia das cidades, da internacionalização. E cada vez mais elas têm de ter esse protagonismo”, disse o prefeito Jairo Jorge.

O Conselho da Mercocidades é o mais alto órgão de administração da Rede e é composto por oito cidades em cada país membro do Mercosul, e quatro cidades de cada país parceiro, além daquelas que compõem o Conselho de Administração e que exerce a Presidência. Na reunião em Canoas, estiveram presentes representantes (alguns prefeitos), das cidades Brasil – Canoas (prefeito); Porto Alegre (prefeito); São Paulo (vídeo do prefeito); de Santo André, Osasco e Governo do Estado de Minas Gerais; Córdoba, Esteban Echeverria, Zárate, Santa Fé e Rosário, da Argentina; Canelones, Colonia e Montevidéu, do Uruguai; além de Assunção, do Paraguai; e Medellín, da Colômbia.

Homenagens

Na noite de segunda-feira (5), os participantes da reunião foram recebidos na Casa das Artes Villa Mimosa, em Canoas, para um coquetel e homenagens. Foram entregues placas de agradecimento  aCônsul-Geral da República Oriental do Uruguai em Porto Alegre,  Karla D. Beszkidnyak,  pela sua valorosa contribuição à integração regional e pelo intenso trabalho realizado pela cidadania regional, e para a embaixadora Leda Lúcia Martins Camargo, por sua brilhante trajetória na carreira diplomática brasileira, principalmente pelo período que esteve à frente do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Estado do Rio Grande do Sul (Eresul), contribuindo para integração regional das cidades e países do Mercosul.


Declaracion En defensa de la democracia y la institucionalidad del Mercosur

Ouça aqui, entrevista com o prefeito municipal de Canoas, Jairo Jorge, e com o secretário de Relações Institucionais de São Paulo, Vicente Trevas.


Fonte: Prefeitura Municipal de Canoas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s