Representantes de Estados brasileiros participaram de reunião de Fórum de Relações Internacionais

Representantes do Amapá, Bahia, Pará, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Distrito Federal participaram da 3º Reunião do Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Relações Internacionais – Fórum RI 27, que aconteceu entre os dias 1º e 3 de setembro em Salvador, Bahia.

O secretário de Assuntos Internacionais de Santa Catarina, Carlos Adauto Virmond, abriu a reunião como presidente do Fórum RI 27 e destacou a importância do processo de internacionalização. “A internacionalização dos estados é um caminho para novos saltos de desenvolvimento. O mundo é saída para encontrarmos novas fontes de financiamento e de recursos técnicos para os projetos dos nossos estados, especialmente neste cenário nacional adverso”, avaliou Virmond.

O Fórum RI 27 foi criado em novembro de 2015, em Florianópolis, durante a 1ª Conferência Nacional de Relações Internacionais, com a participação da Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Roraima e Santa Catarina e do Distrito Federal. A intenção é fortalecer as relações internacionais por entes subnacionais no Brasil.

“Desde a reunião em Florianópolis, o Fórum RI 27 cresceu. Recebemos a adesão do Acre, Amapá e Rio Grande do Sul. Registramos também o interesse dos representantes da área internacional de São Paulo, Pernambuco, Espirito Santo e Rio Grande do Norte em nossos últimos contatos”, listou o secretário catarinense.

De acordo com o subsecretário de Relações Internacionais do Rio de Janeiro, Pedro Spadale, o terceiro encontro do Fórum RI 27 ajudá a consolidá-lo. “Esse tipo de organização que tem encontros substantivos e que discutem assuntos que interessam diretamente a todos fazem com que o fórum se solidifique”, comemora. A última reunião foi em Brasília, em junho, quando se discutiu o tema cooperação internacional. Nesta sexta, segundo dia da 3ª reunião, o foco se voltará para a captação de recursos internacionais.

O próximo encontro do Fórum RI 27 deve acontecer em março de 2017 em Belo Horizonte, Minas Geral. Na ocasião, o Governo de Minas Gerais e a prefeitura da capital mineira organizarão um evento do projeto AL-LAS. Este projeto é uma parceria entre a Europa e a América Latina para incentivar a cooperação entre as cidades para melhoria de políticas públicas e do desenvolvimento territorial.

O Governo de Minas Gerais é o único no Brasil aceito na rede AL-LAS, dedicada a cidades. “A partir de agora, vamos fazer um movimento para que outros membros e do Fórum RI 27 também possam se juntar à rede AL-LAS”, disse o secretário Virmond.


Estados alinham participação na Habitat III

Os integrantes do Fórum RI 27 debateram a participação dos estados brasileiros e do Distrito Federal na Habitat III – Conferência das Nações Unidas sobre Moradia e Desenvolvimento Urbano Sustentável, que ocorrerá em outubro em Quito, Equador.

O responsável pela coordenação regional e interagências da ONU, Roi Chiti, participou da reunião via webconferência. Chiti assumiu o compromisso de receber as propostas de apresentação dos integrantes do Fórum RI 27 nos eventos paralelos e na exibição da conferência e submetê-las novamente para a avaliação organização da Habitat III. Dos integrantes, apenas o Pará já recebeu a confirmação de que se apresentar.

A possibilidade de os estados participarem como palestrantes nas mesas redondas do evento da ONU também é outro ponto que Chiti deverá avaliar com os organizadores da Habitat III.


Projeto social tem parceria com programa da ONU

A programação da 3ª reunião começou com a visita a um dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), em Salvador. O projeto é uma iniciativa do Governo da Bahia e da Associação Internacional para o Estudo de Música Popular (IASPM, em inglês) e estimula a prática musical coletiva para ajudar no desenvolvimento humano de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade.

Os representantes dos estados conheceram a parceria em andamento entre o projeto Neojiba e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) pelo qual o PNUD realiza a importação de instrumentos musicais sem os impostos de importação, reduzindo em até 75% o custo dos instrumentos para o Neojiba.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais do Governo do Estado de Santa Catarina (com alterações).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s