Assembleia da UCCI é concluída com o compromisso de construir cidades mais humanas

Via Mercocidades (tradução nossa).

1.png“Cuidemos da ternura, cuidemos das cidades” é o título da Declaração de La Paz que concluiu à XVII Assembleia Plenária da União de Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI), evento no qual se reforçou a necessidade de se construir cidades “mais justas, mais habitáveis, mais seguras e mais diversas”. A Assembleia ocorreu em La Paz, Bolívia, nos dias 13 e 14 de junho.

No documento, a UCCI relembra que sua missão é trabalhar “pela convivência pacífica e pelo desenvolvimento solidário”, e a “consolidação do melhor entendimento e cooperação entre os povos do âmbito ibero-americano”. Isto em um mundo “cruzado pela violência”, a qual se mostra nas mais diversas expressões, em que “a raiz dos problemas se encontram a milhares de quilômetros de distância de nossa realidade mais próxima”.

Esse mundo é o mesmo no qual se toma, atualmente, consciência dos problemas e no qual se geram alianças globais para lutar “pelo planeta e pela espécie humana”, como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) ou a Declaração Universal dos Direitos Humanos. O lugar onde cresce o compromisso das cidades para atuar “do local ao global”, um processo no qual se convertem em autênticos “territórios de afeto” que se contrapõem aos efeitos da violência que também são parte da cidade.

Compromissos e chamados

Neste âmbito, a UCCI propõe-se a apoiar a implementação dos ODS e a defesa dos Direitos Humanos, promover a participação dos atores com as cidades na cooperação intermunicipal, lutar pela unidade na diversidade mediante alianças com outras organizações, trabalhar para que descentralizar seja sinônimo de melhorar a gestão municipal, defender a democracia representativa e fomentar a democracia participativa, incentivar as relações entre cidades e áreas metropolitanas e nacionais, comunicar, materializando este compromisso na Agência de Notícias de Cidades Ibero-Americanas (ANCI), reforçar os laços entre cidades transcontinentais e reconhecer o esforço das cidades.

Com estes compromissos, a UCCI convoca à aliança entre governo local e cidadania; assim como à necessária unidade entre Estados nacionais e regionais e o nível local. Da mesma maneira, se pede aos organismos de integração regional que apoiem os governos locais neste processo, para ajudá-los a serem “pilares apegados ao território” que procurem a solidez e a idoneidade das políticas aplicadas nestes.

A UCCI também propõe que as empresas devem ser reconhecidas pelos governos locais como “facilitadores do território”; que as universidades devem ser aliadas na reflexão e na construção do desenvolvimento sustentável; que os meios de comunicação sejam a voz destes esforços; que o poder judicial proteja o cidadão e vigie os interesses perversos; que os organismos internacionais reconheçam a função da cidade como campo de grandes batalhas e que os cidadãos não cederão na sua luta pelo direito à cidade.

Baixe aqui a declaração final da Assembleia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s