CNM lança campanha para implementação dos ODS

Via Confederação Nacional de Municípios.

1O presidente em exercício da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, participou nesta quarta-feira, 12 de maio, do lançamento da Campanha para a Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos Municípios. A solenidade aconteceu dentro da programação da XIX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

Glademir Aroldi iniciou o painel com mais detalhes sobre o projeto piloto desenvolvido entre a CNM e o Programa de Articulações Territoriais do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). “Hoje lançamos o projeto piloto “Localizando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Fortalecendo o Papel dos Municípios na Localização. A ação vai buscar  informar os novos gestores sobre a nova agenda, a situação do Município em relação às metas internacionais e auxiliar os governos municipais a incorporarem os ODS em seus planos de governo”, explicou.

O projeto faz parte de uma ação para que possa conscientizar os gestores sobre a importância do cumprimento das metas do ODS, aprovados em Setembro do ano passado pela Organização das Nações Unidas (ONU). Glademir Aroldi informou que a CNM vai assumir o compromisso com os Municípios no sentido de conscientizar os gestores sobre a importância do cumprimento dos ODS. “Durante a Marcha, discutimos o tema junto a prefeituras e organizações nacionais e internacionais no painel sobre municipalização de agendas internacionais. Convidamos os gestores a demonstrarem seu apoio nas redes sociais, como fotos com as imagens dos ODS”, disse.

Em seu discurso, a coordenadora do PNUD, Maristela Baioni, destacou a parceria com a CNM e a relevância do cumprimento dos  ODS. “Os ODS trazem não só para o Brasil, mas para o planeta o subsídio fundamental de um planejamento de longo prazo. Ele coloca na centralidade das ações do governo e dos países o tema do desenvolvimento”, informou.

Baioni acredita que no Brasil os ODS podem fazer muita diferença em todas as esferas da gestão pública. “Eles devem pautar os Planos Nacional, Estaduais e Municipais de Desenvolvimento”, disse. A expectativa é de que até 2030 ao alcance de uma série das metas estabelecidas. A coordenadora ressaltou que para isso acontecer é necessária a participação efetiva dos Municípios e da sociedade civil.

Também participou do painel o chefe do setor de cooperação da delegação da União Europeia no Brasil, Thierry Dudernel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s