Em comemoração ao ‘Dia Mundial do Habitat’, Ban Ki-moon ressalta a importância dos espaços públicos e o papel estratégico das cidades  

Com o tema “Espaços Públicos para Todos”, é comemorado hoje (05/10) o Dia Mundial do Habitat.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, em seu comunicado sobre a importância do Dia Mundial do Habitat, reforçou que os espaços públicos são muitas vezes “negligenciados e subvalorizados”, e que deveriam ser reconhecidos como “os corações da cidades”. Atualmente, metade da população mundial vive em áreas urbanas, o que justifica o destaque que se tem dado aos espaços públicos.

Para os governos locais, já está claro o papel dos espaços públicos no bem estar dos cidadãos. A vida das cidades está em seus parques, mercados, praças, ruas e praias. Estes são espaços de interação social, de atividade econômica, de expressão cultural, lugares políticos. Quando os espaços públicos estão disponíveis e bem estruturados, ajudam a promover o desenvolvimento econômico, a inclusão social, a saúde, o turismo sustentável e a igualdade de gênero. Entretanto, a inexistência de espaços públicos pode promover a segregação social e índices maiores de violência e insegurança.

habitatday

O tema “Espaços Públicos para Todos” encontra bastante sinergia os objetivos da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável, adotados no mês de setembro. A partir deste compromisso, uma nova plataforma que pretende guiar as ações dos países para acabar com a pobreza e garantir prosperidade para todos em um planeta saudável está em jogo. Cabe ressaltar, entre os 17 objetivos desta agenda, o de número 11, que prevê  “tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis”. Este objetivo reforça a importância de políticas públicas que garantam as cidades também para a população pobre e vulnerável. Ainda de acordo com Ban Ki-moon, espaços públicos bem estruturados possibilitam que as pessoas se comuniquem e colaborem com outras, aumentando a participação cidadã na vida pública.

Um outro momento que será bastante importante na busca por soluções para os desafios da acelerada urbanização mundial é a Conferência Habitat III. Depois de 20 anos, os governos voltam a se reunir em 2016, agora na cidade equatoriana de Quito, cientes de que os espaços públicos precisam de um cuidadoso acerto entre autoridades locais, residentes e sociedade civil organizada, e que sem esses atores envolvidos os avanços serão sempre menores. Segundo a ONU, dentro de uma geração, dois terços da população mundial serão urbanos.

O Dia Mundial do Habitat foi criado pelas Nações Unidas em 1985 com a resolução 40/202 e foi celebrado pela primeira vez em 1986.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s