Reunião do Conselho de Mercocidades reafirma a cooperação, a inovação e a construção de cidades mais inclusivas e sustentáveis como prioridades da rede

Nos dias 27 e 28 de agosto, na cidade uruguaia de Montevidéu, diversas cidades da América do Sul se reuniram para a reunião do Conselho de Mercocidades. O evento contou com a participação da Vice-Prefeita de São Paulo, Nadia Campeão, e dos prefeitos de Canelones, Colônia, Montevidéu (Uruguai), Quilmes (Argentina), Lo Prado (Chile), e de autoridades das cidades de Esteban Ecmerco3heberría, Zárate, Buenos Aires, Santa Fe, Tandil, Morón e Rosário (Argentina), Lavalleja (Uruguai), Osasco, Contagem, Porto Alegre e Canoas (Brasil).

No encontro, realizado no ilustre Edifício Mercosul, as cidades presentes acordaram a Declaração “O Futuro do Planeta acontece nas cidades”, documento construído após dois dias intensos de trabalho e reflexão, nos quais se enfatizaram a incidência global das cidades e seus posicionamentos em temas de interesse local, regional e mundial, ante a definição de uma nova agenda urbana a ser pactuada em 2016.

Por meio desta Declaração, as cidades ressaltaram a importância do direito à cidade como eixo dos direitos sociais em nosso continente e no mundo, e como ferramenta de combate à desigualdade urbana por meio da apropriação coletiva e acesso aos espaços e serviços públicos.

Durante a ocasião, o prefeito de Canelones, Yamandú Orsi, enfatizou como a rede, após 20 anos de sua criação, sobreviveu a diferentes mudanças políticas, o que atesta para sua consistência institucional e seu papel afirmador na região. No que diz respeito à integração, o prefeito de Lo Prado reafirmou a importância de Mercocidades para a solução conjunta de problemas comuns que as cidades da região enfrentam.merco2

O prefeito de Quilmes, Francisco Guitérrez, abordou a importância de se alcançar um desenvolvimento com equidade. Já para Nadia Campeão, vice-prefeita de São Paulo, governos e população devem estar atentos a momentos de tensão como os que se têm observado no Brasil, nos quais grupos contestam os avanços da democracia e pedem a volta da ditadura militar. Ainda segundo Campeão, a cidades devem lutar para garantir e reafirmar os direitos da população mais vulnerável a partir da defesa de valores democráticos, culturais e progressistas.

O anfitrião e prefeito de Montevidéu, Daniel Martínez, ressaltou a importância da integração regional como caminho para o desenvolvimento, citando a Pátria Grande sonhada por José Artigas – político e militar uruguaio do século XVIII.merco1

A Declaração termina com uma ênfase na importância de reconhecer as cidades em um mundo de urbanização sem precedentes, no qual “lutamos para que a Comunidade Internacional reconheça aos governos locais como protagonistas do desenvolvimento urbano sustentável, desde o conceito do direito à cidade, a partir de onde poderemos construir cidades para a vida”.

Acesse a Declaração completa em: http://goo.gl/SJQ8Qq

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s