Encontro no Vaticano reúne Prefeitos para discussão da escravidão moderna e mudanças climáticas

Nesta terça-feira (21), aproximadamente 60 prefeitos de todo o mundo estiveram reunidos em evento com o Papa para a discussão de temas da agenda ambiental e social.

vaticaino5

Os prefeitos brasileiros Fernando Haddad (São Paulo), Gustavo Fruet (Curitiba), Márcio Lacerda (Belo Horizonte), José Fortunati (Porto Alegre), Antônio Carlos Magalhães Neto (Salvador) e Paulo Garcia (Goiânia), além dos prefeitos de Madri, Roma, Paris, Estocolmo, Boston, São Francisco, Nova York, Oslo, Berlim e Vancouver, estiveram presentes nesta terça-feira (21), no Vaticano, para discutir o tema Escravidão moderna e mudanças climáticas: o comprometimento das cidades. O encontro reforça o engajamento em termos ambientais e sociais das cidades, atores que buscam mostrar sua relevância na definição dos compromissos que resultarão da COP 21 (21ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas ), que aconteceráem dezembro, em Paris, França.

Haddad foi o único prefeito brasileiro a falar e participou de um painel sobre desenvolvimento sustentável, no qual pediu que mais atenção seja dada à agenda social – assim como vem sendo tratados os temas da agenda ambiental. “Sem o enfrentamento dos problemas da fome, da miséria e da escravidão moderna, não há como tratar da preservação do planeta”, reforçou o prefeito de São Paulo. Fernando Haddad ainda apontou como a Encíclica Laudato Si logrou ligar duas agendas que se encontravam afastadas.

Para reiterar o comprometimento das prefeituras no combate à crise climática, Eduardo Paes e os prefeitos brasileiros presentes assinaram uma carta citando as metas estabelecidas para desatrelar o desenvovaticano2lvimento das cidades do aumento de emissões de gases de efeito estufa. O conteúdo da carta também aponta para a piora na qualidade de vida trazida pelas mudanças climáticas, sendo a população mais pobre a mais atingida por estas alterações. Para superar a vulnerabilidade dos mais pobres, políticas públicas de inclusão social devem ser adotadas. A passagem “Propomos a transferência de recursos e tecnologias dos países desenvolvidos aos países em desenvolvimento, em especial aos mais pobres, e diretamente às cidades” está presente na carta assinada pelos prefeitos. Durante o encontro, o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, anunciou o plano de reduzir, nos próximos 15 anos,  as emissões de gases de efeito estufa em sua cidade.

Com o encerramento das atividades deste primeiro dia de encontro, os prefeitos assinaram uma declaração pedindo que seus líderes nacionais aprovem um “acordo climático amplo” na 21ª Conferência do Clima/COP 21. No encontro, líderes nacionais dos 196 países integrantes da ONU promoverão debatespara definir as diretrizes de como lidar com as mudanças climáticas. O novo acordo deverá substituir o Protocolo de Kyoto (1997), e cujos resultados estiveram aquém do esperado.

A Declaração “Escravidão Moderna e Mudanças Climáticas: o Compromisso das Cidades” foi assinada pelo Papa Francisco e pelos prefeitos presentes, e pode ser acessada aqui.

Acompanhe o vídeo de todo o encontro aqui.

Fotos: Pontifical Academy of Sciences; Página Ana Estela Haddad

vaticano1

vaticano3

vaticano4

 vaticano7

vaticano8

Anne Hidalgo – Prefeita de Paris

Bill de Blasio – Prefeito de Nova York

Manuela Carmena – Prefeita de Madrid

Ignazio Marino – Prefeito de Roma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s