EUA são acusados novamente de espionagem sobre a França. Governo francês considera “inaceitável” ato cometido pelo Governo americano

No dia 23/06/2015, por meio de canais de comunicação – jornal francês “Libération” e do site da organização de vazamentos do WikiLeaks, o Mediapart – foi divulgado que os Estados Unidos espionaram a França no período de 2006 e 2012. Os respectivos Presidentes franceses que ocupavam o cargo neste período, Jacques Chirac, Nicolas Sarkozy e François Hollande, foram as vítimas da espionagem.

Como resposta imediata ao ocorrido, o Governo francês considerou inaceitável a espionagem aos presidentes franceses e convocou o embaixador americano em Paris – por meio do Ministério de Relações Exteriores da França – para prestar esclarecimento sobre as relações de espionagem. Ainda assim, a França pretende enviar um representante de Inteligência aos Estados Unidos.

Segundo o porta-voz do Conselho de Segurança da Casa Branca: “Não temos como objetivo e não teremos como objetivo as comunicações do Presidente Hollande”. Além disso, o Presidente Obama reafirmou que os EUA não espionaram as comunicações do Presidente francês e que pretende manter cooperação com a França em questões de inteligência e segurança.

Este não foi o primeiro caso de espionagem envolvendo os dois países. Em 2012 houve denúncias de espionagem da Agência de Segurança Nacional (NSA) na França. Já em 2013, revelações feitas pelo jornal Le Monde afirmaram que a NSA havia interceptado mais de 70 milhões de comunicações telefônicas na França em um mês. O monitoramento das ligações tinha como objetivo investigar suspeitos de terrorismo, empresários, políticos e membros do governo francês. Na época, a França convocou uma reunião com o embaixador americano em Paris.

O Governo brasileiro, em 2013, também foi alvo de espionagem por parte dos Estados Unidos. A comunicação da Presidente Dilma e a Petrobrás foram vítimas da violação americana. Como medidas, a Presidente se pronunciou contra a espionagem, caracterizando o ato como desrespeito às soberanias nacionais e uma violação dos direitos humanos. Além disso, ela cancelou sua visita oficial aos Estados Unidos. Outros países, como por exemplo a Alemanha, também já foram vítimas da espionagem americana, que tem se tornado recorrente nos últimos anos, ao redor do mundo.

privacidade

Fontes:

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/06/1647132-obama-garante-a-lider-frances-que-eua-nao-espionam-suas-comunicacoes.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2015/06/1647002-franca-considera-inaceitavel-espionagem-de-presidentes-pelos-eua.shtml

http://www.bbc.com/portuguese/noticias/2013/10/131021_franca_nsa_df

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s