250 mil pessoas receberam alimentos da ONU após terremoto no Nepal

O terremoto ocorrido no dia 25 de abril, no Nepal, foi o de maior magnitude nos últimos 80 anos e o pior na região desde a última década, com uma escala de 7,8 graus. De acordo com os últimos números oficiais, o terremoto deixou mais de 7,2 mil mortos e 14,2 mil feridos. Números que devem aumentar, pois as equipes de resgate têm dificuldade em chegar aos lugares mais afastados e castigados pela catástrofe.

A ajuda de Organismos Internacionais quando ocorre um desastre natural da gravidade do terremoto no Nepal se torna ponto chave na tentativa de amenizar os danos gerados. O programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas distribuiu comida para mais de 250 mil pessoas no Nepal, mas adverte que esta medida não é suficiente, pois além da ajuda nos alimentos é preciso lidar com a questão dos milhares de cidadãos que estão desabrigados. Fato que se torna preocupante pela necessidade de finalizar as reconstruções das coberturas antes da região sofrer com o período das chuvas de monção.

nepal

O Organismo distribuiu os alimentos em uma das zonas mais afetadas pelo terremoto – calcula-se que cerca de 1,4 milhões de pessoas necessitarão de ajuda alimentícia nos próximos três meses – nos distritos de Dhading, Gorkha, Nuwakot, Rasuwa e Sindhupalchok. Para atingir esse número de pessoas é estimado pelo PMA a necessidade de arrecadação de US$ 116,5 milhões, somados com outros US$ 34 milhões para a parte de logística e de telecomunicações.

Em pronunciamento após o terremoto, o primeiro-ministro nepalês, Sushil Koirala, enfatizou a necessidade de ajuda na construção de habitação ou realocação dos desabrigados antes da chegada das chuvas da monção, que estão previstas para o próximo mês, em junho. Caso contrário, a crise no Nepal pode piorar consideravelmente.

Como alternativa de emergência para enfrentar o problema de moradia, a população está se acomodando de maneira improvisada em barracas ou tendas feitas, por exemplo, de painéis de propaganda, dormindo em tapetes ou em colchões debaixo de marquises, praças, pátios internos e ginásios na capital Katimandu.

Fonte:

http://noticias.terra.com.br/mundo/asia/onu-reparte-comida-para-250-mil-pessoas-no-nepal,e9592c5cc8a1d410VgnCLD200000b2bf46d0RCRD.html

http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,apos-terremoto-faltam-alimentos-remedios-e-agua-no-nepal-katmandu-registra-pequeno-tremor,1676596

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s